Notícias


Vereadores de Blumenau acompanham Jean em visita à Barragem de José Boiteux

Postado em: 14/07/2017

Leo Alegri, divulgação


A convite do deputado estadual Jean Kuhlmann, dez vereadores de Blumenau estiveram na tarde da última sexta-feira, dia 14, na cidade de José Boiteux para visitar a Barragem Norte e as ouvir as reivindicações da comunidade indígena.
Os parlamentares Adriano Pereira (PT), Ito (PR), Alexandre Caminha (PROS), Alexandre Matias (PSDB), Professor Gilson (PSD), Jens Mantau (PSDB), Jovino Cardoso Neto (PSD), Marcos da Rosa (DEM), Oldemar Becker (DEM) e Sylvio Zimmermann (PSDB) foram recebidos na sede do Poder Executivo pelo prefeito Jonas Pudewell. pelo presidente da Câmara, Hélio Farias, e pelo deputado Jean.
A seguir, a comitiva conheceu a Barragem de José Boiteux, considerada a maior estrutura para contenção de cheias do Brasil. Desde 2014, indígenas da Reserva Duque de Caxias estão acampados na barragem, impedindo o acesso da Defesa Civil ao local.
Tal fato tem criado apreensão, já que toda a comunidade do Médio Vale do Itajaí depende da Barragem para proteção contra enchentes. Na cheia do mês de junho, foi necessária a intervenção do deputado Jean, que abriu diálogo com os indígenas, para que os técnicos pudessem acessar a sala de máquinas e realizar o fechamento das comportas.
O presidente da Câmara de José Boiteux, Hélio Farias, que é indígena, explicou que em 2015 os governos Federal e Estadual fizeram um acordo com a comunidade indígena como forma de compensação pelos transtornos causados com a inundação da estrutura. “O Governo Federal não fez nenhum encaminhamento relativo à parte que lhe cabia e o Governo Estadual cumpriu parte do acordo. A comunidade ainda está acampada na área da barragem e enquanto não houver o atendimento às demandas, os índios não vão permitir que se façam reparos na casa de máquinas”.
Além da construção de novas estradas e a confecção do laudo socioambiental da barragem, o Governo Federal ainda precisa concluir o canal extravasor, pendente desde 1992. O prefeito daquela cidade se mostrou preocupado com a atual situação da barragem e apontou como legítima as reivindicações da comunidade indígena, devido a importância da estrutura para o Alto Vale do Itajaí.
“A barragem foi construída sem um estudo socioeconômico. Faltam manutenção e segurança principalmente na estrada do centro da cidade até a barragem. Precisamos também de um laudo técnico que faça uma avaliação da situação atual, pois quando a barragem enche as comunidades indígenas e brancas ficam ilhadas”, expôs.
O presidente da Câmara de Blumenau, Marcos da Rosa, avaliou como importante a participação dos parlamentares nesta questão. Ressaltou que o Poder Legislativo municipal está buscando a união de forças para pressionar e reivindicar aos governos do Estado e Federal para que cumpram suas partes em relação à comunidade indígena e à toda a população da cidade. “Esta situação afeta todo o Vale do Itajaí. Eles precisam de benfeitorias relacionas à infraestrutura e ao saneamento”.
O deputado estadual Jean Kuhlmann, que articulou a visita, disse que irá trabalhar para que vereadores de outras cidades visitem a barragem e a aldeia. Também antecipou que os indígenas farão uma visita à Câmara de Blumenau. “Queremos criar um relacionamento para que possamos cobrar juntos do Governo Federal o cumprimento das promessas feitas”.

Com imprensa da Câmara de Blumenau