Notícias


“O governo federal virou as costas para o Vale do Itajaí”, afirma Jean

Postado em: 14/09/2017

Eduardo Guedes de Oliveira, agência AL


O deputado estadual Jean Kuhlmann ocupou a tribuna na manhã desta quinta-feira (dia 14) para denunciar o descaso do governo federal em relação ao impasse na operação da Barragem Norte do Vale do Itajaí, localizada no município de José Boiteux, e ocupada pela comunidade indígena da Reserva Duque de Caxias desde 2015. Os índios cobram o cumprimento de acordo firmado com a União e a Defesa Civil do Estado.
A reunião prometida pelo ministro-chefe da Secretaria de Governo, Antônio Imbassahy, que seria realizada na própria barragem, não foi sequer agendada. "A promessa do ministro era de que, em quatro semanas, a reunião dos representantes do governo federal com a comunidade indígena seria realizada. Pois já se passaram 11 semanas, e até agora nada de reunião. O governo promete e não cumpre", disse Jean.
A estrutura de José Boiteux é a maior barragem de proteção de cheias do Brasil. Sozinha, consegue segurar mais água do que as barragens de Taió e Ituporanga juntas. O termo de acordo firmado entre o governo federal, Defesa Civil e a comunidade indígena tem 11 pontos, dos quais oito são de responsabilidade do governo federal. Maior parte deles não foi executada.
"Em junho, por ocasião da última enchente, conseguimos, juntamente com a Defesa Civil do Estado, garantir que técnicos pudessem operar a barragem de José Boiteux. Conversamos com a comunidade indígena, que se sensibilizou com o nosso pedido. E quando houver uma nova ameaça de enchente, será que só então o governo federal vai lembrar do acordo que assinou com os indígenas e não cumpre?", perguntou o deputado.
"Esse é o descaso do governo federal com Santa Catarina, que promete a duplicação da BR-470 e não cumpre, que não repassa os recursos para a Saúde do Estado. Pagamos bilhões de imposto e recebemos migalhas de volta. O governo federal virou as costas para o Vale do Itajaí", complementou Jean.